Quinta-feira, 31 de Dezembro de 2009

2009's ego.

Acho que é o primeiro balanço de final de ano que faço, assim de repente. 2009 foi um ano de mudanças enormes, de gripes enormes, de gastroenterites enormes, de derrotas e de grandes vitórias. Aqui vai o melhor do último ano:

 

                O ingresso em Ciências da Comunicação na UM. Braga tem sido palco de muitas peripécias, catapulta para decisões importantes e um sítio onde me habituei a gostar de estar.

Graças à minha entrada na UM conheci os 7 magníficos (tínhamos de ser 7, nem de propósito), verdadeiros companheiros do bom e do mau, do gargalhar e tudituditudo…

 

 

                Novos projectos em campos diversos. Este último ano ofereceu-me oportunidades únicas como a Rádio, os Jarojupe, a reformulação da banda, a Omni, o Teatro, as Danças de Salão e outras que tal… e também uma falta de tempo incrível…


 

                Sobrevivência. Para além de ter sobrevivido ao spot publicitário do Pingo Doce, este ano bati o recorde de doenças parvas no mais curto espaço de tempo… e não morri (ainda estou para perceber como).

 

                «Bué» (como diz a Tânia) de coisas que não me lembro, mas que devem ter sido mesmo muito importantes. Porque eu digo que «a minha vida é muito difícil», mas adoro tudo aquilo que tenho e que vou construindo.

 

 

 

                E é isto. Agora vou dormir que já foi demais por hoje…

 

                Jude – I Know. Eu casava com esta letra…

 

 

 

You've got such a pretty smile
It's a shame the things you hide behind it
Let 'em go
Give it up for a while
Let 'em free and we will both go find it

I know there's nowhere you can hide it
I know the feeling of alone
I know that you do not feel invited
But, come back, come back in from the cold

Tell me how you really feel
Tell me what is on the inside of you
All the somethings you conceal
Only keep away the ones who love you

Step away then from the edge
Your best friend is life is not your mirror
Back away, come away
Back away, come away
Back away, come away
Back away, come away
Back away, come away
Back away, come away
I am here and I will be forever

I know there's nowhere you can hide it
I know the feeling of alone
Trust me and don't keep that on the inside
Soon you'll be locked out on your own

You're not alone
You're not alone
And don't say you've never been told
I'll be with you 'til we grow old
'til I'm in the ground and I'm cold
I'm not sitting up here on some throne
Like a dog you can always come home
Dig up a bone
Look around

 
 

 

sinto-me: Bem :D
música: jude - i know
publicado por Ketch às 01:47
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

«Nunca é agora entre nós»

                O Natal já foi. Este ano não senti a magia natalícia, não sei se porque não estava com predisposição para, se foi mesmo porque não a houve ou se estou simplesmente a ficar velha para estas pequenas coisas. Dito assim, parece dramático.

 

                O Concerto de Sábado correu muitíssimo bem. Quando tiver as fotos ponho aqui. Aconteceram coisas parvas, coisas estranhas e coisas realmente engraçadas. Nomeadamente, eu enganei-me na letra e quase nos matávamos todos a rir em cima do palco. Agora tem piada, mas na altura teve mais.

 

Andava a passear pelo Facebook do Nuno, e descobri este belo excerto de Lobo Antunes... apaixonei-me.

 

«Nunca é agora entre nós, é sempre até domingo, até sexta, até terça, até ao próximo mês, até para o... ano, mas evitamos cuidadosamente enfrentar-nos, temos medo uns dos outros, o medo do que sentimos uns pelos outros, medo de dizer Gosto de ti.»

 

(Carolina vai beber um copo e pensar na vida.)

 

sinto-me: coiso.
música: capitão romance - ornatos violeta
publicado por Ketch às 22:52
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 24 de Dezembro de 2009

You know how I feel...

São seis da manhã e eu não tenho vontade de dormir.

 

O chocolate não devia ter amêndoas, tira a piada toda.

 

Não sei muito bem o que quero, mas sei bem o que não quero.

 

Descobri que sou exigente para xuxu.

 

Este post não faz sentido e, apesar de não querer, tenho sono.

 

Vou dormir.

 

Já é Natal.

 

_____

 

"Feeling Good"

Birds flying high you know how I feel
Sun in the sky you know how I feel
Reeds driftin' on by you know how I feel

It's a new dawn
It's a new day
It's a new life
For me
And I'm feeling good

Fish in the sea you know how I feel
River running free you know how I feel
blossom in the trees you know how I feel

It's a new dawn
It's a new day
It's a new life
For me
And I'm feeling good

Dragonfly out in the sun you know what I mean, don't you
know
Butterflies all havin' fun you know what I mean
Sleep in peace when day is done
And this old world is a new world
And a bold world
For me

Stars when you shine you know how I feel
Scent of the pine you know how I feel
Oh freedom is mine
And I know how I feel

It's a new dawn
It's a new day
It's a new life
For me
And I'm feeling good

 

 

 

sinto-me: estranha e com sono.
música: muse - feeling good
publicado por Ketch às 06:06
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

sem qualquer título

                Estou, dizem eles, de férias. No meio dos trabalhos para a universidade e ensaios para o concerto de sábado, tenho tempo para não fazer nenhures e encostar os pés à lareira, como a minha mãe tanto odeia.

 

                Tenho saudades de como tudo era dantes por aqui, mas não de tudo.

 

                Às vezes olhamos para partes da nossa vida e percebemos que estávamos meio adormecidos, passou-nos tudo ao lado, porque estar daquela forma era tão confortável. O meio-termo é algo terrível. Quando não está frio nem está quente, ficar no aconchego do morno é sempre mais fácil. Foi bom rasgar o passado.

 

               Nunca tive tanta vontade de estar aqui.

 

 

 

sinto-me: nostálgica, só até certo ponto
música: dá-me lume - jorge palma
publicado por Ketch às 15:00
link | comentar | favorito
Sábado, 19 de Dezembro de 2009

Pensamentos de final de ano

                Nunca gostei de caminhos fáceis nem de nada que não me desafiasse, portanto, quando eu disser «a minha vida é muito difícil», espanquem-me.

sinto-me: com os pensamentos aos tombos.
música: nunca parto inteiramente - manuel cruz
publicado por Ketch às 00:01
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009

Fim da linha (ou truncheirada de meia noite)

                Depois de uma noite mal dormida, um dia cheio de palavras que não ouvi (o que foi bom até certo ponto), trabalhos que fiz com pouca atenção e até cigarros que não me souberam bem, sento-me agora no meu sofazinho da sala, de lareira crepitante na frente, notebook no colo e tosse no peito. Respiro fundo: hoje estava difícil chegar a casa.

 

                Hoje aprendi, antes de mais, que cavalos a passear na linha não ligam com comboios em andamento, principalmente quando se tem pressa para chegar a casa. Pensei que ia ao rio, de tão grande que foi o estrondo e a turbulência. Em caso de avaria do comboio, não fiquem à espera, saltem para a linha, que é giro… se tiverem tanta sorte como eu, ainda encontram um amigo (e não era o cavalo).

 

                Aprendi, também, na noite de quarta-feira, que a história do «não se mente quando se está bêbedo» é, na verdade, um grande mito: eu disse que a praxe era a minha vida.

                Na mesma noite, aprendi que não adianta quantas vezes se nega uma coisa a uma pessoa (mesmo que seja algo que só eu posso saber, porque…humm... sou eu): ela não vai ceder se estiver cegamente certa do contrário, mesmo que seja ilusório. Todo este parágrafo pode aplicar-se tanto ao passado como ao presente. Cada vez mais tenho medo dos homens. As piores mentiras são as verdades que criamos para nós.

 

                Mas vamos a coisas normais: dia 26 de Dezembroaí vou eu cantar com os Jarojupe mais uma vez, no Glamour Bar, em Viana do castelo, ás 23h.Um projecto que estranhei de início mas que me tem trazido muitos momentos gratificantes e amizades que perduram. Desta vez juro que filmo (dado que da última só levei a câmara), mas é sempre bom que apareçam.

                E por hoje é isto. Cuidado com os cavalos.  Bom fim de semana…

 

sinto-me: Em autogestão.
música: tinha pensado em algo muito fixe, mas não me lembro.
publicado por Ketch às 21:15
link | comentar | ver comentários (4) | favorito

Insónias.

Eu preciso de dormir, mesmo, muito.

 

 

sinto-me: weak
música: weak - skunk anansie
publicado por Ketch às 00:12
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 13 seguidores

.pesquisar

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Made me think.

. Notas soltas de uma noite...

. um fragmento de "Crave",...

. Verdades absolutas as 2h3...

. Seja.

. Partidas.

. Esta noite, algures em Br...

. Regressos.

. ...

. Believing in magic

. ...

. Wise up...

. Your mind is so full of r...

. Aniversário da Dinaamo FM

. ...

. I believe in magic...

. A uma semana de Bracara A...

.arquivos

. Dezembro 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds